Publicado em Deixe um comentário

Oficina de Criação de Trilhas Sonoras para Filmes de Terror, com Paulo Beto /SP

Matrículas esgotadas

 
Nesta oficina Paulo Beto mostrará o que aprendeu ao longo de 25 anos dedicados a técnicas e linguagens de sonorização, e também contará sobre suas experiências mostrando trechos mais marcantes de suas obras.
 
O foco principal será a prática coletiva com os alunos para criarem músicas e desenhos sonoros para curtas metragens.
 
A oficina é uma grande oportunidade para ouvintes e músicos que se interessam ou que anseiam trabalhar nesse ramo.
 
Os músicos deverão levar seus instrumentos. Não músicos também são bem vindos.
 
_infos:
*06 e 07 de Abril, sábado e domingo
das 14h às 19h30 (10 horas de duração / 5 horas por dia, com uma pausa de 30 minutos por dia)
estudiofitacrepeSP – R. Consolação 2.582 – Sala 12, Consolação /SP
 
_Planejamento:
Dia 1
– Introdução;
– Apresentação;
– Análise de trabalhos realizados pelo orientador;
– Apresentação dos curtas a serem trabalhados pelos participantes;
– Discussão de planejamento.
 
Dia 2
– Práticas de composição e gravação.
– Finalização e mixagem.
– Conclusão com exibição dos resultados.
 
_Valor do investimento:
$150,00 antecipados
$200,00 no dia
 
 
————–


foto: Apolonia Alexandrina

 
Paulo Beto é músico e compositor de trilhas sonoras para cinema, broadcast television e comerciais.
 
Nascido em Juiz de Fora (MG), vive em São Paulo desde 2001, onde trabalhou 8 anos criando música e sound design no estúdio de animação e efeitos especiais VETOR LOBO.
 
Sua paixão é criar música para cinema de gênero, mais especificamente filmes de terror. Especializado na linguagem do estranhamento e do absurdo, suas influências vão dos filmes do animador tcheco Jan Svankmajer (baluarte do surrealismo tardio da cortina de ferro) a filmes contemporâneos como “A Bruxa”, “Hereditário” e “Sob a Pele”, passando por clássicos como “Exorcista”, “Iluminado” e “O Bebê de Rosemary”.
 
Seu verbete no site IMDB inclui 19 filmes, entre curtas e longas de diretores como Dennison Ramalho, Diego Freitas, Carlos Gananian, Paulo Sacramento, João Tenório, Dácio Pinheiro, Duda Leite, Guilherme Marcondes e Kiko Molica.
E mais seus últimos trabalhos ainda não inclusos:
O Olho e a Faca (2018) de Paulo Sacramento, e Morto Não Fala (2018) de Dennison Ramalho.
 
Antes de criar trilhas para filmes modernos, experimentou sonorizar filmes mudos expressionistas. Começou em sua terra natal por iniciativa própria e aos poucos foi ganhando reconhecimento em São Paulo e sendo convidado para eventos de lançamentos desse tipo de cinema em VHS e em seguida em DVD, pela produtora Continental Filmes, onde fez ao vivo em parceria com o Göethe Institut e o Museu da Imagem e do Som de SP filmes como:
A Morte Cansada (1921) de Fritz Lang;
O Gabinete do Dr. Caligari (1920) de Robert Wiene;
Häxän (1922) de Benjamin Christensen;
L’inferno (1911) de Giuseppe de Liguoro;
E ainda curtas surrealistas franceses e norte-americanos.
 
Recentemente criou com seu trio de música eletrônica Anvil FX uma trilha original e alternativa para o filme “Encarnação do Demônio” (2008), de José Mojica Marins, que foi apresentada ao vivo na edição de Setembro de 2018 no Étrange Festival em Paris.

Publicado em Deixe um comentário

ACruz Sesper (Tascam + Trio) / Sergio Ugeda no estudiofitacrepeSP


 
Vendas antecipadas encerradas. Os ingressos ainda podem ser adquiridos no dia/local do evento.
Abertura da casa: 19h
Shows: 20h30 às 22h (pontualmente)
Aceita dinheiro e cartão para ingressos e bar
50 lugares
$15
estudiofitacrepeSP – R. Consolação 2.582 – Sala 12, Consolação /SP [ver mapa]
 
 
Show de ACruz Sesper com instalação + video projeção do projeto “Escada Errada“. Setlist misto mesclando músicas do Album solo “The Cell” e do trio “The Days Go By Like…” lançado em Janeiro de 2019 pelos selos: Submarine Recs, Rolo Seco e Assustado Discos.
 
Escada Errada” é uma instalação que foi iniciada em 2016 por Alexandre Cruz “Sesper”, durante a exposição “Escape” na Galeria Fita Tape e no lançamento do disco “Not Count For Spit”. Agora em 2019 ela tem o seu desfecho com a interação sonora e a projeção de videos e fotografias registrados e produzidos durante os anos de 2017 e 2018.
 
Na mesma noite se apresenta Sergio Ugeda, trabalho solo do ex Diagonal/Debate.
 

Venda de vinis, cds, tapes, camisetas e pôsteres no local

 
Produção: Submarine Recs + Brava